19/2/20 14:46
Atualizado em 19/2/20 às 14:46

Concluída reforma da Farmácia de Alto Custo de Ceilândia

Reestruturação ampliará atendimento para 16 mil pacientes por mês. Unidade já foi entregue à população

Com a reforma, que inclui a instalação de mais quatro guichês, aumenta a capacidade de atendimento | Foto: Breno Esaki / SES

A Secretaria de Saúde (SES) entregou à população, nesta quarta-feira (19), a conclusão da reforma do Bloco A da Farmácia de Alto Custo de Ceilândia, que foi totalmente reestruturada. Com as mudanças feitas no prédio, a unidade, utilizada para dispensação de medicamentos, poderá aumentar a capacidade de atendimento de 12 mil para 16 mil pacientes por mês.

Isso será possível graças à reorganização do espaço, que anteriormente contava com 12 guichês e agora passa a ter 16. Outro ganho foi a reativação de dois consultórios para atendimento de farmácia clínica, totalizando quatro salas.

Usuários aprovam

Para os usuários do serviço, as novidades trazem um alívio aos pacientes na hora do atendimento. “A reforma foi muito boa”, elogiou o aposentado Francisco Carlos, 53 anos. “Tudo que é feito para melhorar é válido, ainda mais aqui, onde a demanda é grande”.

A revitalização incluiu, entre outras melhorias, pintura de bloco e substituição de piso, forro e luminárias. Toda a fiação elétrica foi refeita para suportar os equipamentos e reduzir riscos de incêndio, e os vidros quebrados foram trocados. Os banheiros também ganharam manutenção.

A cadeirante Maria do Socorro, 62 anos, foi uma das usuárias que comemoraram a nova estrutura do local, em especial os banheiros, com acesso para pessoas com cadeiras de rodas. “No todo, ficou com uma aparência mais limpa e bonita”, disse. “Esperar em um local com um ambiente estruturado é muito melhor”.

Dupla checagem

 A modernização do espaço ainda permitiu a redistribuição de setores envolvidos na dispensação e a criação de um novo local a ser utilizado, exclusivamente, para separação dos medicamentos a serem entregues. Esse setor será responsável pela segunda checagem dos remédios junto ao paciente, com o objetivo de aumentar a segurança no processo.

“Isso garante a entrega do medicamento de forma mais segura e eficaz, evitando possíveis falhas ou trocas. Isso traz um grande ganho para a Farmácia de Alto Custo e para os pacientes”, pontuou o secretário-adjunto de Assistência à Saúde, Ricardo Tavares.

Próximos passos

O complexo da farmácia de Ceilândia terá, ainda, mais um bloco a ser revitalizado. O espaço será destinado às atividades gerenciais e administrativas e manterá em funcionamento o cadastro de novos usuários e o atendimento a pacientes de insuficiência renal.

“Com mais um bloco reformado, vamos conseguir otimizar o número de guichês e oferecer novos serviços, como atendimento coletivo para atender grupos específicos de pacientes, e promover palestras educativas, entre outras ações”, ressaltou a chefe da Farmácia de Alto Custo de Ceilândia, Aline Chagas.

Atendimento

1.250Média de atendimento diário das farmácias de alto custo de Ceilândia, Gama e Asa Sul, que funcionam de segunda a sexta-feira

A Farmácia de Alto Custo de Ceilândia, assim como as do Gama e da Asa Sul, faz parte do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica. Juntas, essas unidades atendem, diariamente, 1.250 pacientes, com funcionamento de segunda a sexta-feira.

Somente em Ceilândia foram dispensados, em janeiro, 253.523 medicamentos de alto custo. A expectativa com a revitalização é que a unidade aumente para cerca de 350 mil itens distribuídos mensalmente.

* Com informações da Secretaria de Saúde (SES)