28/4/20 13:04
Atualizado em 28/4/20 às 13:04

Vicente Pires recebe mutirão da Vigilância Ambiental contra a dengue

Mobilização contou com 120 agentes de saúde na inspeção de residências

Foto: Breno Esaki/Secretaria de Saúde
Cento e vinte agentes de saúde percorreram Vicente Pires para inspecionar residências, orientar a população e pulverizar inseticidas. Foto: Breno Esaki/Secretaria de Saúde

Os moradores de Vicente Pires receberam, nesta terça-feira (28), um mutirão da Vigilância Ambiental para combater o mosquito transmissor da dengue. Cento e vinte agentes de saúde percorreram a região administrativa, em dez viaturas e dois ônibus, para inspecionar as residências, orientar a população e pulverizar inseticidas com fumacês e máquinas costais.

O objetivo foi mobilizar a comunidade para as ações de enfrentamento da doença, informando a forma correta de enfrentar o Aedes aegypti. Tudo sem esquecer das medidas adotadas para impedir a disseminação do coronavírus, como o uso de máscaras e manutenção do distanciamento.

“Queremos conscientizar os moradores e diminuir os casos de dengue. Os agentes têm entrado nas casas, feito a aplicação do inseticida e do larvicida e dando a orientação para evitar que o mosquito se prolifere”, informou a chefe do Núcleo de Vigilância Ambiental responsável por Vicente Pires, Herica Bassani.

A medida se torna necessária uma vez que no último boletim epidemiológico a região registrou 735 casos prováveis de dengue até o momento. Para mudar esse quadro, um dos condomínios visitados foi o Vista Verde, onde o síndico João Vilela conta que seis pessoas já foram infectadas pelo Aedes aegypti neste ano.

“Esse trabalho da Secretaria de Saúde de conscientizar os moradores é muito importante para acabar com o mosquito. Deixo o alerta para a população colaborar, abrir suas portas e receber os agentes de saúde. Dengue mata”, advertiu.

Para moradores como o aposentado Saturnino Soares, de 71 anos, a ação é essencial para a proteção da comunidade. Um dos agentes de saúde chegou a pulverizar o inseticida no seu quintal. “É muito útil essa ação. A dengue é uma doença perigosa, e o governo está certo em fazer esse trabalho de inspeção nas casas”, elogiou.

A mobilização também teve o suporte do Corpo de Bombeiros, que informou com carros de som sobre as vistorias dos agentes de Vigilância Ambiental.

Conforme o cronograma informado pelo Núcleo de Vigilância Ambiental, a previsão é que a próxima região administrativa a receber o mutirão será o Guará, na quinta-feira (30).

*Com informações da Secretaria de Saúde