29/4/20 14:16
Atualizado em 29/4/20 às 14:16

Vigilância Ambiental promove sanitização no Guará e em agências do trabalhador

Objetivo é higienizar espaços públicos contra a Covid-19

Foto: Breno Esaki/Secretaria de Saúde
A nova frente de atuação vai sanitizar locais que aglomeram pessoas, além de tornar os espaços públicos mais acessíveis à população. Foto: Breno Esaki/Secretaria de Saúde

Nesta quarta-feira (29), é a vez do Guará receber a sanitização promovida pela Vigilância Ambiental, por meio do programa Sanear-DF. Contudo, além da região administrativa, as ações de limpeza se estenderam às agências do trabalhador de todo o Distrito Federal, para higienizar mais espaços públicos contra a Covid-19.

“Hoje, especificamente, faremos a higienização em vários pontos do Guará e nas agências do trabalhador. O objetivo dessa nova frente de atuação é sanitizar locais que aglomeram pessoas, além de tornar os espaços públicos mais acessíveis à população”, informou o diretor de Vigilância Ambiental, Edgar Rodrigues.

A primeira agência higienizada foi a da Administração Regional do Guará. Agentes de saúde com máquinas costais espalharam hipoclorito de sódio, semelhante a água sanitária, em cadeiras, paredes, bancadas, janelas e portas. Enquanto isso, veículos e agentes passarão nas outras 15 agências do DF a partir desta quarta-feira. A ação se estenderá ao longo da semana à medida que for necessária.

A limpeza no prédio da administração regional incluiu as cadeiras do auditório, paredes, pisos e as salas. Dois veículos com máquinas de pulverização fizeram a sanitização na parte externa do edifício e na Feira Permanente do Guará, próxima ao local.

A ideia é que as ações de sanitização ocorram no Guará até esta quinta-feira (30), em mais de 50 espaços públicos. Entre eles, quadras, estações de metrô, terminais de ônibus, unidades básicas de saúde (UBSs), escolas, o Pólo de Modas e o Hospital Regional do Guará (HRGu).

Sanear-DF

As ações fazem parte do programa Sanear-DF. Proposto pela Secretaria Executiva das Cidades (Secid) e pela Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) em função do Decreto nº 40.550, de 23 de março, a iniciativa dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrentes do novo coronavírus.

Participam desse projeto as administrações regionais do DF, as secretarias de Comunicação, Transporte e Mobilidade, Segurança Pública, Políticas Públicas, Educação, DF Legal, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF) e a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb).

*Com informações da Secretaria de Saúde