29/6/20 16:44
Atualizado em 30/6/20 às 12:00

Coleta seletiva está de volta ao Cruzeiro Velho, com segurança

Atividades da cooperativa que atua em Paranoá e Itapoã serão reiniciadas na próxima semana

Caminhões-baú apresentados em outubro de 2019: recolhimento ordenado de resíduos recicláveis| Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

A cooperativa Vencendo Obstáculos reiniciou nesta segunda-feira (29) as atividades de coleta seletiva na região do Cruzeiro Velho. Para a volta ao trabalho de forma adequada, depois de três meses de paralisação devido à pandemia de Covid-19, os trabalhadores precisaram cumprir uma série de exigências e apresentar um plano de segurança e prevenção de riscos – este, aprovado pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde do Distrito Federal e pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Em outubro de 2019, a Agência Brasília publicou reportagem sobre o plano de ampliação da coleta por todo o DF.

De acordo com a presidente da cooperativa, Lúcia Fernandes, foram garantidas medidas de segurança como a disponibilização de máscaras e álcool em gel, o uso de água corrente para lavagem de mãos e o distanciamento físico no galpão de triagem. Tudo isso para resguardar a saúde dos trabalhadores que dependem dessa atividade para o sustento de suas famílias.

“Na manhã do nosso primeiro dia de trabalho já conseguimos coletar muito material. Os moradores da região do Cruzeiro Velho já têm consciência sobre a importância da coleta seletiva, e isso ajuda muito no nosso trabalho”, declarou Lúcia.

Com a retomada das atividades do grupo Vencendo Obstáculos, seis das 11 cooperativas que mantêm contrato com o SLU para coleta seletiva já estão nas ruas recolhendo resíduos recicláveis. Também retomaram os trabalhos desde a semana passada as cooperativas R3 (Santa Maria), Recicle a Vida (Samambaia), CRV (Lago Norte e Varjão), Ecolimpo (São Sebastião) e Coopere (Riacho Fundo I e II). A Cooperativa Recicla Mais Brasil, que atende às regiões de Paranoá e Itapoã, reiniciará as atividades na próxima segunda-feira (6).

Avanços

De acordo com o assessor técnico do SLU, Chico Mendes, no momento estão em fase final de avaliação os planos das cooperativas Acobraz (Brazlândia) e Renascer (Candangolândia e Núcleo Bandeirante). Coordenador do grupo de avaliação dos planos de segurança, Chico também informa que a análise do plano da cooperativa Recicla Brasília (Lago Norte) já foi iniciada.

Ainda segundo Chico Mendes, são 26 itens exigidos das cooperativas antes da autorização para a retomada das atividades. Entre eles a manutenção do distanciamento de, no mínimo, 1,5 metro entre as pessoas; a instalação de pia com sabão e água corrente nos galpões; a disponibilização de álcool em gel 70% na área administrativa; a higienização dos caminhões; e o afastamento temporário de todos os funcionários do grupo de risco para a doença.

Os resíduos coletados também devem permanecer em quarentena por 48 horas. São critérios que, segundo o assessor, serão constantemente fiscalizados. O calendário da coleta seletiva em cada região está disponível no site do SLU.

* Com informações do Serviço de Limpeza Urbana