19/10/20 20:36
Atualizado em 19/10/20 às 20:36

Policlínicas retomam consultas ginecológicas

Interrompido pela pandemia, atendimento volta a ser oferecido nos ambulatórios da rede pública

As consultas ginecológicas e ações preventivas ao câncer de mama e do colo do útero foram retomadas, nesta segunda-feira (19), nas 15 policlínicas da rede pública de saúde que possuem atendimento de ginecologia. O atendimento se estenderá até a primeira quinzena de novembro, dando, assim, continuidade à campanha Outubro Rosa.

A decisão de retomar o atendimento marca também o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Mama, celebrado nesta segunda-feira. Mas o fato que pesou na decisão foi o quadro de estabilidade dos casos de Covid-19, além do cenário de queda da taxa de transmissão do novo coronavírus no DF, segundo Érica Batista, chefe da Assessoria de Política de Prevenção e Controle do Câncer da Secretaria de Saúde.

A reativação do serviço também foi possível diante do retorno, aos seus postos originais de trabalho, dos profissionais que estavam nos hospitais atendendo pessoas acometidas pela Covid-19, conforme Érica. A retomada das consultas acontece simultaneamente em todas as Regiões de Saúde do DF.

A chefe da assessoria esclarece, ainda, que a porta natural de entrada para esse tipo de serviço são as unidades básicas de saúde, mas durante o Outubro Rosa as policlínicas, de forma excepcional, também passaram a agendar consultas.

Retomaram o atendimento as policlínicas localizadas na Asa Norte, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I, Guará I, Sobradinho, Planaltina, Gama, Paranoá, São Sebastião, Brazlândia, Taguatinga (QSD 12 e no hospital regional) e na Ceilândia (QNM 27 e na QNN 16).

A campanha no DF

A campanha Outubro Rosa é promovida nacionalmente pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). O objetivo é conscientizar mulheres sobre a importância da prevenção à doença, que tem crescido em todo o país. Para este ano, o Inca estima que serão registrados 66,2 mil novos casos.

A Secretaria de Saúde disponibilizou o Hospital Regional de Taguatinga para a Semana de Reconstrução Mamária que será realizada na próxima semana, entre os dias 26 e 30. O Centro Cirúrgico, a enfermaria e o Centro de Material e Esterilização ficarão reservados para atender 40 mulheres. Elas farão reconstrução mamária, mastectomia com retirada total, reconstrução imediata dos seios e tatuagem de aréolas das mamas.

No Distrito Federal, por causa da pandemia, o número de cirurgias no HRT durante o Outubro Rosa teve que ser reduzido. No ano passado, durante a campanha, foram feitos 72 procedimentos. Para ampliar o serviço, as unidades administradas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF): Hospital de Base e o Hospital Regional de Santa Maria, também entraram na campanha, além das seis Unidades de Pronto-Atendimento (Upas). A expectativa é atender mais de 1,1 mil mulheres.

* Com informações da Secretaria de Saúde