8/8/21 10:00
Atualizado em 9/8/21 às 19:58

Balanço do primeiro ano da ‘Quinto Mandamento’

Lançada em julho de 2020, ação conjunta registra redução expressiva nos índices de criminalidade

Destaque nacional, o Distrito Federal apresentou redução de 13,4% da taxa de homicídios em 2020, comparado com o ano anterior. Nesta semana, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgou balanço que mostra o mês de julho de 2021 com o menor número de crimes contra a vida no DF em 22 anos.

Coordenada pela Segurança Pública, as ações empreendidas envolvem a participação de outros órgãos do GDF | Foto: Divulgação/SSP

As reduções registradas resultam de uma série de ações e da política de segurança pública, em especial a Operação Quinto Mandamento. Em 31 de julho último, a ação completou um ano. A edição especial de aniversário ocorreu em Samambaia, dentro das ações da Cidade da Segurança Pública.

“São ações realizadas de forma integrada e otimizando recursos operacionais para alcançar resultados cada vez mais eficientes” Delegado Júlio Danilo, secretário de Segurança Pública

A operação reúne as polícias Militar (PMDF) e Civil (PCDF), Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), Secretaria DF Legal e Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER). No decorrer do primeiro ano, algumas ações contaram, ainda, com apoio operacional de forças de segurança federais, como as polícias Rodoviária Federal (PRF) e Federal (PF). Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Secretaria de Agricultura (Seagri) e Defesa Civil também já atuaram na ação.

Em um ano, foram realizadas mais de 15 mil abordagens policiais na maior parte das regiões administrativas do DF. Já foram contempladas pela operação Samambaia, Ceilândia, Taguatinga, Gama, Recanto das Emas, Sobradinho, São Sebastião, Itapoã, Varjão, Arniqueira, Brazlândia, Estrutural, Santa Maria, Paranoá, Planaltina, Brasília, Sudoeste, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Metropolitana, Guará, Vicente Pires, SIA, Águas Claras (incluindo Areal/ADE) e Sobradinho II.

O secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo, destaca o sucesso da ação conjunta. “Dentro da política da segurança pública para redução de crimes contra a vida que integram o programa norteador de ações na área – o DF Mais Seguro –, a operação Quinto Mandamento tem um papel fundamental. São ações realizadas de forma integrada e otimizando recursos operacionais para alcançar resultados cada vez mais eficientes. Sem dúvida, isso evidencia o trabalho integrado e o comprometimento das forças de segurança e dos demais órgãos participantes”.

Operação contínua

 Os dias e horários das ações são determinados por meio de levantamentos das subsecretarias de Inteligência (SI) e de Gestão da Informação (SGI), da SSP. A coordenação fica por conta da Subsecretaria de Operações Integradas (Sopi), também da SSP. “A avaliação dos resultados da operação é sistemática, e estamos em contínuo aperfeiçoamento dos processos de gestão”, enfatiza o titular da SSP. “Desta forma, desde o início da Quinto Mandamento, temos adaptado nossa forma de atuação de atuação conjunta, com total apoio do governador Ibaneis Rocha, que não poupa esforços para apoiar todas as ações para que possamos proporcionar um DF cada vez mais seguro para toda a população”.

Resultados alcançados

 O efetivo empregado na operação durante este primeiro ano chegou a 8.549 servidores empregados, com uso de 3.084 viaturas. Conjuntamente, a PMDF e a PCDF abordaram 15.756 pessoas e fizeram a checagem de 2.050 veículos.

8.549 servidores atuaram na operação ao longo de um ano

Durante as abordagens, é feita a verificação de documentos, como Carteira de Habilitação e registro do veículo. Os policiais atestam, ainda, se há mandado de prisão em aberto. “Esse trabalho é essencial para retirar das ruas indivíduos com algum envolvimento com o crime e tem caráter preventivo, devido à maior presença policial nas regiões em que é realizado”, explica o secretário executivo de Segurança Pública, delegado Milton Neves.

O subsecretário de Operações Integradas, coronel Fábio Augusto, ressalta o caráter preventivo das abordagens pessoais: “É importante entender que as abordagens são parte da rotina policial e têm como objetivo resguardar a própria população”.

O comandante-geral da PMDF, coronel Márcio Vasconcelos, um dos responsáveis pela criação da operação, também destaca a importância da atuação integrada: “A PMDF participa com reforço de policiamento nas regiões administrativas escolhidas, atuando com seus efetivos ordinários de cada batalhão envolvido, além dos efetivos especializados reforçando as ações de prevenção e combate ao crime nessas áreas”, informa.

“A ideia implantada pela SSP está diretamente ligada à redução dos crimes contra a vida, como o tráfico de drogas e porte ilegal de armas”, reforça o delegado-geral da PCDF, Robson Cândido. “A PCDF tem importante contribuição nesses indicadores positivos, pois, somente neste ano, efetuamos 3.700 prisões, decorrentes de trabalho investigativo. Desse total, mais de 700 pessoas foram presas por tráfico de drogas, e isso impacta diretamente a redução da violência. Além disso, a PCDF realizou a prisão de mais de 850 foragidos.  Acreditamos nesse projeto e continuaremos nesta missão”.

O comandante-geral do CBMDF, coronel William Bomfim, é outro a ressaltar a eficácia da Quinto Mandamento: “Esta operação é um marco dentro das ações de segurança pública no DF, e a redução da criminalidade demonstrada por meio dos dados estatísticos mensais mostra que a Secretaria de Segurança Pública, com a atuação integrada de todos os órgãos, tem impactado de maneira positiva a preservação da vida”.

Com apoio do DER, o Detran abordou 3.545 veículos durante o primeiro ano da operação. Foram aplicadas 1.421 autuações por infração diversas, 438 alcoolemias administrativas e duas criminais – quando o condutor apresenta sinais de embriaguez e se recusa a fazer o teste de bafômetro.

“O sucesso da operação Quinto Mandamento neste primeiro ano é o reflexo do trabalho de cooperação entre a SSP com outras pastas” Cristiano Mangueira, secretário do DF Legal

Foram flagrados 258 motoristas inabilitados e 183 com Carteira de Habilitação vencida, tendo sido 100 veículos recolhidos ao depósito do Detran. “Desde o início, o Detran participa semanalmente das ações planejadas pela SSP, e percebemos o sucesso da ação não apenas com os números alcançados, mas principalmente pela integração ao longo desse período, com foco principal nas ações de segurança viária”, reforça o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran, Glauber Peixoto.

DF Legal

O DF Legal fiscalizou 1.644 estabelecimentos, dos quais 418 foram autuados. O número de estabelecimentos comerciais autuados e fechados por aglomeração de pessoas ou não uso de máscaras chegou a 132. O total de ambientes interditados foi 255.

O secretário do DF Legal, Cristiano Mangueira, lembra que o combate à criminalidade e as ações de preservação da ordem social e urbana funcionam de forma paralela. “Atuamos conforme determinação do nosso governador Ibaneis Rocha”, afirma. “O sucesso da operação Quinto Mandamento neste primeiro ano é o reflexo do trabalho de cooperação entre a SSP com outras pastas. Os resultados estão aí, com a redução da criminalidade, o combate ao comércio irregular em todos os seus níveis e ao desrespeito dos protocolos da covid-19. Não vamos esmorecer, e ao final teremos certeza do dever cumprido”.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública