Fale com o Governo Ações em Destaques

26/1/22 às 12:43, Atualizado em 26/1/22 às 12:47

R$ 2,2 milhões para mais obras no Bernardo Sayão

Marcada para 3 de março, licitação prevê pavimentação, drenagem urbana, meios-fios, calçadas, sinalização horizontal e vertical e bacia de detenção

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

Após conclusão, em 2021, das obras de infraestrutura dos lotes 02 e 03 do Setor Habitacional Bernardo Sayão, o Governo do Distrito Federal (GDF) inicia o ano com mais uma excelente notícia para os moradores da região: o lançamento da licitação para contratar a empresa responsável pelas obras de infraestrutura do Lote 01 do Setor. O certame está marcado para 3 de março.

Em verde, a área que receberá os serviços | Arte: Divulgação/Secretaria de Obras

Serão investidos R$ 22.498.208,69 em serviços de pavimentação, drenagem urbana, meios-fios, calçadas, sinalização horizontal e vertical e na construção de uma bacia de detenção. A previsão é que tudo esteja concluído em cinco meses, contados do primeiro dia útil após a emissão da ordem de início dos serviços, emitida pela Secretaria de Obras.

GDF tem intensificado os trabalhos em busca de soluções para as obras que tiveram serviços suspensos ou paralisados em gestões anteriores

Para execução dos serviços de infraestrutura, o Setor Habitacional Bernardo Sayão foi dividido em cinco lotes. Após a licitação feita em 2015, devido a diversos imbróglios jurídicos, a obra teve início pelo Lote 2, em outubro de 2018, antes de ser paralisada novamente.

Desde 2019, a Secretaria de Obras tem trabalhado com afinco com a meta de encontrar soluções para as obras em lotes com serviços suspensos ou paralisados devido à má condução dos processos em gestões anteriores. Retomadas em julho de 2019, as obras nos lotes 2 e 3 do Setor Habitacional Bernardo Sayão estão concluídas. Foram feitos serviços de drenagem, pavimentação, sinalização horizontal e calçadas.

Parte dos R$ 56 milhões investidos nas obras da região é originária dos cofres da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap). O órgão tem trabalhado para que, em breve, o Bernardo Sayão seja o próximo setor a entrar em processo de venda direta. A entrega de infraestrutura básica também faz parte desse enorme esforço de regularização fundiária do local.

*Com informações da Secretaria de Obras

Últimas Notícias