Fale com o Governo Ações em Destaques

13/2/22 às 19:44

Quase 3 mil estudantes vão estrear o Passe Livre Estudantil

No primeiro dia de aula, alunos devem passar o cartão duas vezes no validador

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

As aulas na rede pública de ensino começam nesta segunda (14), quando mais de 2,9 mil alunos vão utilizar pela primeira vez o cartão do Passe Livre Estudantil (PLE). Outros 946 estudantes que requereram a segunda via também estarão com cartão novo na volta à escola. A orientação da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) é que os novatos passem o cartão no validador duas vezes.

Beneficiários devem ficar atentos ao uso seguro do cartão | Foto: Divulgação/Semob

A regra vale para todos. No primeiro embarque, tanto no ônibus quanto no metrô, o estudante deve aproximar o documento duas vezes no validador. A primeira é para que o sistema faça a atualização das informações, e a segunda é para liberar a catraca. Caso o cartão apresente algum tipo de erro, o estudante poderá ir a um posto de atendimento do BRB Mobilidade e solicitar a verificação do dispositivo.

Cartão de passe livre é pessoal e não poderá ser emprestado

Também é preciso atentar à questão da segurança no uso do benefício. De uso pessoal, o Passe Livre Estudantil não pode ser emprestado, devendo ser utilizado pelo titular somente nos dias de aula para ir e voltar da escola. Se houver uso irregular, o cartão pode ser bloqueado e o benefício, suspenso.

O Passe Livre Estudantil garante um mínimo de 54 acessos por mês nos ônibus e no metrô do DF. Caso o estudante tenha necessidade de fazer mais viagens no trajeto casa/escola/retorno, é possível solicitar aumento de acessos. O procedimento pode ser feito na plataforma do BRB Mobilidade, com apresentação de documentos que comprovam a necessidade.

Perdas ou danos

Os estudantes devem, ainda, ter cuidado para não perder ou não danificar o PLE, o que pode acontecer se o documento ficar exposto ao sol ou calor, e caso o cartão seja amassado, quebrado ou perfurado. Se houver necessidade de solicitar segunda via, a primeira coisa a fazer é bloquear o cartão. Para isso, o estudante deve registrar um boletim de ocorrência e ligar para a Central de Atendimento –  (61) 3120-9500 –  ou acessar o site. Se preferir, o estudante pode comparecer a um dos postos de atendimento do BRB Mobilidade.

Assim que o cartão estiver bloqueado, é preciso pagar a taxa da segunda via, no valor de R$ 5,40, com identificação do CPF do aluno. O pagamento pode ser feito em qualquer agência ou loja de conveniência do BRB. O passo seguinte é solicitar a segunda via do documento por meio do aplicativo do BRB Mobilidade ou no site, na aba “2ª via”. O BRB dispõe de 120 postos de atendimento, e a retirada do novo cartão pode ser feita em qualquer um deles.

*Com informações da Secretaria de Transporte e Mobilidade

Últimas Notícias