Fale com o Governo Ações em Destaques

11/11/22 às 13:49

Novembro Roxo conscientiza sobre cuidados e prevenção da prematuridade

Bebês que nascem com até 36 semanas precisam de cuidados multidisciplinares ao longo de toda a infância

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

No Brasil, 340 mil bebês nascem prematuros todo ano, número que equivale a pelo menos 930 nascimentos por dia, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Para conscientizar a população sobre os cuidados e a prevenção da prematuridade, o tema da campanha Novembro Roxo deste ano é: Garanta o contato pele a pele com os pais desde o momento do nascimento.

“A prematuridade é uma questão de saúde pública e pode oferecer alguns riscos à saúde do recém-nascido. Por isso, exige uma série de cuidados multidisciplinares”, explica Priscila Naves Domingues, referência técnica distrital (RTD) colaboradora de neonatologia.

A RTD enfatiza que somente o acompanhamento pré-natal pode prevenir, diagnosticar e tratar precocemente doenças, a fim de manter a integridade das condições de saúde da mãe e do bebê, além de planejar o nascimento e os cuidados que o bebê poderá necessitar ao nascer.

De janeiro a outubro deste ano, ocorreram 4.971 partos de prematuros em todo o Distrito Federal | Fotos: Tony Winston/Agência Saúde

“É importante dizer que a sobrevida dos prematuros depende das condições de pré-natal e nascimento, e das complicações que eles podem apresentar após o nascimento. O parto prematuro pode acontecer devido a diversas causas, as mais comuns estão relacionadas com a saúde da gestante, como pré-eclâmpsia, diabetes gestacional e infecções maternas”, informa Priscila.

“A prematuridade é uma questão de saúde pública e pode oferecer alguns riscos à saúde do recém-nascido. Por isso, exige uma série de cuidados multidisciplinares” Priscila Naves Domingues, referência técnica distrital (RTD) colaboradora de neonatologia

O bebê é considerado prematuro quando nasce antes das 37 semanas de gestação. De acordo com a médica, os cuidados aos prematuros devem ocorrer não só durante o período neonatal, quando normalmente o bebês precisam ficar internados para que possam receber o suporte necessário, mas também ao longo de toda a infância, uma vez que apresentam particularidades sobre o crescimento, desenvolvimento e possíveis comorbidades relacionadas à prematuridade.

A campanha Novembro Roxo tem 17 de novembro como o Dia Mundial da Prematuridade. Segundo dados da Gerência de Informação e Análise de Situação de Saúde, vinculada à Diretoria de Vigilância Epidemiológica, de janeiro a outubro deste ano, ocorreram 4.971 partos de prematuros em todo o Distrito Federal. Em 2021, ao longo de todo o ano, foram 6.330 partos prematuros. E em 2020, um total de 6.469.

Campanha

O tema da campanha Novembro Roxo deste ano é ‘Garanta o contato pele a pele com os pais desde o momento do nascimento’

A pediatra e coordenadora das Políticas de Aleitamento Materno e Banco de Leite Humano do DF, Miriam Santos, destaca que este mês é dedicado para focar nas ações de prevenção, discutir melhorias do pré-natal e do parto a fim de diminuir a prematuridade. Entretanto, quando a prematuridade ocorre, a criança e a família precisam ser acolhidas nas suas necessidades.

“Este ano, o foco da campanha Novembro Roxo é o contato pele a pele, um recurso de baixo custo, mas com grande efetividade na recuperação do bebê prematuro. E o melhor alimento para este bebê é o leite materno”, lembra.

Entretanto, às vezes, algumas mães precisam de ajuda para alimentar seus filhos. Por isso, a pediatra faz um apelo: “Se você está amamentando, seja uma doadora e ajude uma mãe de prematuro. Dê a ela a oportunidade de ir para casa com seu bebê nos braços, salve vidas”.

Para se tornar doadora de leite humano, basta ligar para o telefone 160, opção 4, ou acessar o site Amamenta Brasília e se inscrever. Depois disso, as equipes do Banco de Leite Humano entrarão em contato para agendar a visita do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF).

Atendimento

Todas as gestantes devem iniciar o pré-natal assim que descobrem a gravidez, na unidade básica de saúde de referência. Para saber qual é a sua UBS, basta clicar aqui. Gestações de alto risco são encaminhadas para acompanhamento pré-natal no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib).

*Com informações da Secretaria de Saúde

Últimas Notícias