Fale com o Governo Ações em Destaques

15/2/23 às 12:06

Emater discute políticas para o campo com movimentos sociais agrários

Reunião foi realizada para conhecer melhor as demandas e contribuir para prioridades na atuação da empresa

Agência Brasília* I Edição: Débora Cronemberger

Para ouvir as demandas e traçar ações a serem trabalhadas em conjunto, como meio de fomentar a produção de alimentos e a comercialização por pequenos produtores do Distrito Federal, o presidente da Emater, Cleison Duval, e a diretora-executiva da empresa, Loiselene Trindade, receberam, nesta terça-feira (14), representantes de movimentos sociais agrários do Distrito Federal.

Foram discutidas questões como o Programa de Assentamento de Trabalhadores Rurais (Prat), a importância da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), o auxílio da Emater com assistência técnica e extensão rural, bem como o acesso às políticas públicas de desenvolvimento no campo.

Durante a reunião, o presidente da Emater, Cleison Duval, destacou a importância de os produtores se organizarem para participar dos programas de compras governamentais | Foto: Divulgação/Emater

“Para a gente, do Campo Unitário, é muito bom receber esse convite da Emater e poder dividir as nossas demandas, as necessidades do povo do campo. A gente se sente muito contemplado [pelo fato de] a Emater pensar no produtor, nas famílias que estão acampadas e nas assentadas, pensar em uma forma de nos ajudar a escoar nossa produção, de subsidiar o começo do plantio”, disse Janaina Elisiário, do Acampamento Marielle Franco.

O presidente da Emater falou sobre os programas de compras governamentais como uma das políticas públicas de auxílio na comercialização para os pequenos produtores. “Queremos envolver o maior número possível de produtores nesses programas, porque a gente sabe que é dinheiro que chega à mão do produtor e consegue impactar diretamente a vida das famílias”, afirmou Cleison Duval. Ele destacou a importância de os produtores se organizarem para participar dos programas.

De acordo com a diretora-executiva da Emater, o encontro foi realizado com objetivo de conhecer melhor as demandas e entender onde e como pode ser possível atuar. “Acho que podemos trabalhar em muitas frentes juntos, inclusive pela certificação orgânica. Trabalhar também a agroecologia, que é um movimento dentro do produto orgânico”, apontou ela, que lembrou, como oportunidade, a inclusão dos alimentos orgânicos no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

“Temos assistência técnica, mas não tínhamos esses encontros, essa troca de informações. A ideia é aumentar a parceria e construir juntos propostas para o povo do campo”, afirmou Claudionor Pereira, do Movimento de Apoio ao Trabalhador Rural (MATR).

Também estiveram presentes representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf) e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) do DF.

*Com informações da Emater

 

Últimas Notícias