Fale com o Governo Ações em Destaques

18/7/23 às 13:16, Atualizado em 18/7/23 às 15:35

Como será o ponto facultativo durante a Copa do Mundo de futebol feminino

Seleção Brasileira terá jogos nos dias 24 e 29 de julho e 2 de agosto na primeira fase do torneio realizado na Austrália e Nova Zelândia

Adriana Izel, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

Em uma ação inédita, o Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou o decreto de ponto facultativo em dias de jogos da Seleção Feminina de Futebol durante a Copa do Mundo da Austrália e da Nova Zelândia. A medida foi assinada na manhã desta terça-feira (18) pela governadora em exercício Celina Leão. Esta é a primeira vez que a participação do futebol feminino do país em um Mundial muda a rotina do servidor do GDF.

A governadora em exercício Celina Leão: “Acho que é realmente a vanguarda de enxergar homens e mulheres de forma igual. Se fosse a Copa masculina, nós teríamos o ponto facultativo. A Copa feminina precisa ter o olhar do Brasil para realmente apoiar as nossas jogadoras” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

O decreto define que nos dias de jogos da Seleção Brasileira o serviço terá início até duas horas após o término das partidas. A decisão, que será publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), busca incentivar os servidores públicos do GDF a assistirem e torcerem pelo Brasil na competição.

“Acho que é realmente a vanguarda de enxergar homens e mulheres de forma igual. Se fosse a Copa masculina, nós teríamos o ponto facultativo. A Copa feminina precisa ter o olhar do Brasil para realmente apoiar as nossas jogadoras”, declarou Celina Leão.

Nos dias em que os jogos se realizarem até as 7h30, o expediente terá início às 11h. Já quando as partidas forem às 8h, o trabalho terá início às 12h

“Nós inovamos no sentido de apoiarmos, não só em ação, mas em acompanharmos e torcemos para as nossas meninas que estão realmente competindo”, completou ao citar que esta gestão incluiu o futebol feminino entre as modalidades dos Centros Olímpicos e Paralímpicos (COPs).

O que diz o decreto

Nos dias em que os jogos se realizarem até as 7h30, o expediente terá início às 11h. Já quando as partidas forem às 8h, o trabalho terá início às 12h. Não será necessário que os servidores façam reposição das horas.

O dispositivo não se aplica às áreas de saúde, segurança, vigilância sanitária, fiscalização tributária, comunicação, assistência social, fiscalização de proteção urbanística, fiscalização do consumidor, de limpeza urbana, proteção urbanística, fiscalização do consumidor, de limpeza urbana, que deverão seguir as instruções das respectivas chefias.

O secretário interino de Esporte e Lazer, Renato Junqueira, ressaltou que o ponto facultativo é uma demonstração de que o governo do DF se importa com o esporte feminino. “Faz com que Brasília reconheça o futebol feminino como algo muito importante. O último jogo da Seleção Feminina aconteceu aqui no Mané Garrincha [Arena BRB], antes de viajarem para a Copa. É a valorização das mulheres”, afirmou o gestor.

A secretária da Mulher, Giselle Ferreira, também destacou que o decreto é mais uma ação do GDF em prol das mulheres. “Como secretária [do Esporte e Lazer, na gestão anterior], nós colocamos o futebol feminino nos centros olímpicos e sabemos da importância do esporte na formação do cidadão e das mulheres. A Secretaria da Mulher se sente representada [com a ação] e todas nós mulheres temos só a agradecer”, definiu.

Participação do Brasil

Na primeira fase da competição, o ponto facultativo vale para os dias 24 de julho (segunda-feira), jogo entre Brasil e Panamá, e 2 de agosto (quarta-feira), partida contra a Jamaica, quando as partidas serão às 8h e às 7h, respectivamente. O outro jogo das brasileiras é contra as francesas, no sábado, dia 29 de julho, às 7h. Caso a Seleção avance na Copa do Mundo, será publicado um novo decreto determinando o ponto facultativo para as demais partidas.

A Copa do Mundo Feminina de 2023 começa em 20 de julho. A abertura terá o duelo entre Nova Zelândia, uma das sedes, e Noruega. Ao todo, 32 seleções participam da competição e disputam em oito grupos de quatro países, com os dois primeiros se classificando para o mata-mata. O Brasil está no grupo F, com França, Jamaica e Panamá. A final está marcada para 20 de agosto.

Governadora em exercício assina decreto do ponto facultativo nos dias de jogos da Seleção Feminina e da instituição da Rede Distrital de Proteção dos Órfãos do Feminicídio

Últimas Notícias