Fale com o Governo Ações em Destaques

6/12/23 às 16:33

Educação aumenta oferta de professores nas escolas em 2024

Nesta quarta-feira (6), secretaria promoveu curso para contratação temporária de professores substitutos dentro do programa Carência Zero. Mais de 770 professores efetivos devem ser nomeados pelo Governo do Distrito Federal

Agência Brasília* | Edição: Vinicius Nader

A Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) trabalha para ter um ano letivo sem falta de professores na rede pública de ensino em 2024. Nesta quarta-feira (6), a Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) ofereceu curso de formação para cerca de 150 servidores que vão atuar no programa Carência Zero.

O Carência Zero tem o objetivo de supervisionar os procedimentos de pré-modulação, de conferência de carências de professores nas unidades de ensino | Foto: Mary Leal,/SEE-DF

O programa tem o objetivo de supervisionar os procedimentos de pré-modulação, de conferência de carências de professores nas unidades de ensino, de remanejamento de servidores efetivos excedentes e de contratação temporária de professores substitutos, a fim de garantir o início do próximo ano letivo com todas as carências de classe supridas.

O curso conta com a participação de representantes de todas as 14 coordenações regionais de ensino (CREs) do DF e de chefes e equipes de unidades regionais de gestão de pessoas. Durante o curso, os servidores ficam a par de todo o cronograma de ações que serão executadas antes do início do ano letivo, bem como as ações que serão desenvolvidas com o começo das aulas em 2024.

“As ações começam com um procedimento de remanejamento, que acontece no segundo semestre, e depois disso, várias ações subsequentes culminam para que, no primeiro dia de aula, todas as unidades tenham profissionais em sala de aula” Ana Paula Aguiar, subsecretária de Gestão de Pessoas

Para a subsecretária de Gestão de Pessoas, Ana Paula Aguiar, o planejamento é a palavra de ordem do programa. “A Subsecretaria de Gestão de Pessoas já se planeja desde o ano anterior para que as escolas tenham os seus profissionais já no primeiro dia de aula. As ações começam com um procedimento de remanejamento, que acontece no segundo semestre, e depois disso, várias ações subsequentes culminam para que, no primeiro dia de aula, todas as unidades tenham profissionais em sala de aula”, explica.

Nomeações

Para garantir um novo ano escolar com segurança, o Governo do Distrito Federal (GDF) deverá nomear, em breve, 776 professores efetivos, 20 orientadores educacionais e 16 gestores em políticas públicas e gestão educacional para reforçar o quadro da SEE-DF para o próximo ano.

A secretaria contará, ainda, com a nomeação de professores temporários que vão compor o banco do novo processo seletivo simplificado, ocorrido em 26 de novembro. Atualmente, a rede pública do DF tem 463.046 estudantes, da educação infantil ao ensino médio. Ao todo, são 835 unidades de ensino, que contam com a atuação de 1.706 servidores da carreira Assistência à Educação e 34.618 professores entre efetivos e temporários.

*Com informações da Secretaria de Educação

Últimas Notícias