Fale com o Governo Ações em Destaques

6/12/23 às 16:02

Fontes da Praça do Buriti passam por limpeza e manutenção

No último ano, o monumento recebeu reforma, impermeabilização das piscinas e taças, além da troca de todo o sistema hidráulico e elétrico, motores, bombas e tubulações

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

As fontes da Praça do Buriti receberam, ao longo do mês de novembro, limpeza realizada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). A manutenção do local é necessária para conservar a beleza de um dos principais destinos turísticos da capital e centro da vida política local. No último ano, o monumento recebeu reforma, impermeabilização das piscinas e taças das fontes, além da troca de todo o sistema hidráulico e elétrico, motores, bombas e tubulações.

Novacap realiza limpeza das fontes da Praça do Buriti, um dos atrativos para quem frequenta o local | Foto: Kiko Paes/Novacap

O local sobreviveu a anos de abandono e ficou cerca de uma década sem grandes reformas e até com a fonte luminosa apagada. Há pouco mais de um ano, a fonte e os chafarizes voltaram a iluminar o centro da cidade. São conectadas a um sistema em que as colorações das luzes podem ser programadas de acordo com temas, como Outubro Rosa e Novembro Azul, entre outros. Além disso, o paisagismo é constantemente renovado pela Novacap. A companhia reforça que é importante mantê-lo bem-cuidado, até para preservar a memória da cidade.

Inaugurada em 1969, a praça onde estão as fontes tem seu nome derivado da palmeira que simboliza Brasília, o buriti. Trata-se de um espécime plantado na praça em frente ao Palácio, que está no centro dos poderes do DF e abriga as sedes do Tribunal de Justiça (TJDFT), da Câmara Legislativa (CLDF), do Ministério Público (MPDFT) e do Tribunal de Contas (TCDF), além do próprio Palácio do Buriti.

A ideia de plantar uma muda de árvore em frente à futura sede do Executivo local foi um pedido do engenheiro Israel Pinheiro, presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) à época. Ele teria se inspirado no poema Buriti perdido, de Afonso Arinos.

*Com informações da Novacap

Últimas Notícias