Fale com o Governo Ações em Destaques

6/12/23 às 19:50, Atualizado em 6/12/23 às 20:03

Pais e mães comemoram sucesso de tratamento na Reprodução Humana do Hmib

Mais de 20 famílias levaram seus filhos para celebrar a conquista junto a servidores do hospital

Agência Brasília* | Edição: Igor Silveira

Realizar o sonho de casais por meio de uma vida é a missão do Serviço de Reprodução Humana do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib). Para comemorar o sucesso no tratamento, mais de 20 famílias participaram, nesta quarta-feira (7), da Festa dos Bebês no hospital. “Realizei o maior sonho da minha vida, que é ser mãe, e o maior sonho do meu esposo, de ser pai. Depois de seis anos de tratamento, consegui ter as minhas bênçãos, que são meus filhos”, comemorou emocionada Alessandra Alves, 39 anos. Ela e o esposo, Francisco Rodrigues, 39 anos, são pais dos gêmeos Pedro e Mateus, de dez meses.

Há seis anos, o casal Alessandra e Francisco começou o tratamento no Hmib e hoje são pais dos gêmeos Pedro e Mateus | Fotos: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF

Eles iniciaram o tratamento na Reprodução Assistida do Hmib, após Alessandra ser diagnosticada com endometriose e ser encaminhada para tratamento no local. Na fertilização in vitro (FIV), oito óvulos foram fecundados. Porém, primeira tentativa a gestação não ocorreu. Na segunda, ela optou por colocar dois embriões e, felizmente, os dois se desenvolveram. Hoje, o casal vibra de alegria pela chegada dos meninos.

Luana Lima, 37 anos, descobriu uma menopausa precoce e entupimento nas trompas. Mesmo com tantas dificuldades e prognósticos negativos, ela não desistiu do sonho de ser mãe. “Fui em outras clínicas, fui tratada com frieza. Depois fui chamada para fazer meu tratamento aqui no Hmib. A equipe é maravilhosa, humanizada”, parabeniza. Após a chegada da pequena Ester, Luana decidiu tentar uma segunda gestação. “Fiz minha segunda fertilização in vitro e deu certo. Hoje, estou grávida de dois meses do Davi”, afirma radiante.

Fundadora do Serviço de Reprodução Humana do Hmib, a médica aposentada Rosali Rully ficou emocionada com pais, mães e crianças

Durante a confraternização, famílias e servidores deram depoimento. Segundo a Referência Técnica Administrativa (RTA) de Reprodução Humana Assistida, Mariana Roller, para acessar o serviço, é necessário encaminhamento via Sistema de Regulação, ou seja, primeiro o casal busca atendimento na Unidade Básica de Saúde (UBS), que encaminha para uma consulta na especialidade de ginecologia e, dependendo da avaliação médica, pode ser feito encaminhamento para o serviço no Hmib.

“Este é um momento de comemorar, pois são tratamentos longos e árduos. Aqui, trabalhamos com a realização de sonhos de muitos pacientes que querem ter seus filhos e deixarem seus legados no mundo. A maioria dos casais que chegam até aqui possuem algum problema que dificulta uma gestação natural”, afirma Mariana.

De acordo com a médica, o Serviço de Reprodução Humana do Hmib realizou, ao longo deste ano, 141 fertilizações in vitro, 37 inseminações intrauterinas e 55 transferências de embrião congelado. O serviço de Reprodução Assistida (RA) conta com os seguintes procedimentos: coito programado (CP), inseminação intrauterina (IIU), fertilização in vitro (FIV), congelamento de embrião, transferência de embriões congelados (TEC), punção de epidídimo (PESA) e congelamento de sêmen prévio ao tratamento. Para realizar os procedimentos, o serviço respeita algumas normas e critérios de acordo com a idade.

Realizar o sonho de vários casais por meio da multiplicação da vida é a missão do Serviço de Reprodução Humana do Hmib

Realização

O casal Evaldo Lopes, 57 anos e Andréa Ribeiro, 43, levou o pequeno Henrique, de 1 aninho, para comemorar o sucesso do tratamento realizado no Hmib. Ele havia feito uma vasectomia no passado após ter dois filhos e, depois de conhecer Andréa, o sonho de ser pai novamente surgiu. Em 2019 eles começaram o atendimento no Hmib. Na segunda tentativa em 2022, a gestação progrediu e o pequeno Henrique veio ao mundo.

“Só posso agradecer à equipe por todo carinho e acolhimento que nos deram. O apoio psicológico nos momentos ruins foi essencial. Hoje, temos o nosso sonho concretizado, nos nossos braços”, comemora Evaldo.

Evaldo não desistiu do sonho de ter outro filho e agora carrega o pequeno Henrique no colo junto com a esposa Andrea

Quem também não escondia a felicidade era Jeane Balbino, 34 anos, e Renato Porto, 37. Eles são pais do casal de gêmeos Heitor e Camila, de dez meses, fruto de uma inseminação intrauterina. “Somos casados há 15 anos, tive duas perdas e, em janeiro de 2022, comecei o tratamento aqui no Hmib. Nem imaginei que conseguiria engravidar tão rápido, pois na primeira tentativa já deu certo”, afirma feliz a mãe dos bebês.

Fundadora do Serviço de Reprodução Humana do Hmib, a médica aposentada Rosali Rully também participou da comemoração e ficou emocionada com a felicidade estampada no rosto de cada pai e mãe em meio às crianças. “Minhas raízes estão aqui, pois dediquei anos da minha vida realizando sonhos. Hoje, a equipe está consolidada e as flores deste trabalho são estes bebês, nossa maior vitória. É um trabalho árduo, mas espero que essas crianças sejam a benção da vida de vocês”, destaca.

*Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

Últimas Notícias