Fale com o Governo Ações em Destaques

6/12/23 às 19:59

Premiação reconhece 52 órgãos por excelência em controle interno

Primeira edição do Prêmio Alto Nível entregou selos ouro, prata e bronze para órgãos e entidades do GDF que cumpriram recomendações de auditorias da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF)

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

Em premiação inédita, a Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) reconheceu 52 órgãos e entidades do Governo do Distrito Federal (GDF) que se destacaram na busca por atender as recomendações realizadas por meio de auditorias da Controladoria. As recomendações são orientações e direcionamentos dados pelos auditores de controle interno com o objetivo de evitar erros e melhorar processos de trabalho, diminuindo, assim, as chances de algum desvio ou uso indevido de recursos públicos. A premiação ocorreu nesta quarta-feira (6), no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), como parte da agenda de programação da Semana da CGDF de Combate à Corrupção – promovida de 4 a 10 de dezembro.

Confira a lista dos órgãos e entidades agraciadas no Prêmio Alto Nível.

O objetivo da premiação é incentivar e reconhecer os órgãos que buscam atender todas as recomendações realizadas por meio de auditorias. Além do troféu, os premiados foram reconhecidos com selos que poderão ser divulgados para a população. No total, foram entregues 22 selos ouro, 16 selos prata e 14 selos bronze. “O Prêmio Alto Nível não é apenas uma cerimônia de reconhecimento. É um tributo àqueles que compreendem a importância do controle interno na promoção da eficiência, transparência e prevenção de irregularidades nos órgãos do GDF”, ressaltou o controlador-geral do Distrito Federal, Daniel Lima.

Para realizar a premiação, foi elaborado o Índice de Atendimento de Recomendações de Auditoria (Iara), que é calculado no mês de novembro de cada exercício, considerando os resultados dos órgãos e entidades do GDF nos últimos dois anos de monitoramento, contados até o mês de outubro do exercício em apuração. “A área de auditoria da CGDF faz um trabalho preventivo de combate à corrupção. As recomendações direcionam sobre mudanças de rota necessárias para evitar erros ou prejuízos, por isso elas são tão importantes. Cada recomendação atendida representa mais do que uma simples correção. É um passo em direção a um governo mais eficaz, responsivo e comprometido com o bem-estar da população”, explicou o subcontrolador de Controle Interno da CGDF, Rodrigo Ramos.

E o que seria atender a uma recomendação? Por exemplo: em uma auditoria, a Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) percebeu que uma empresa contratada pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seape-DF) não estava realizando a manutenção predial prevista em contrato. Como resultado, a Controladoria recomendou, em relatório escrito, que a Seape notificasse a empresa para que o contrato fosse cumprido. E assim, prontamente, a Seape atendeu a orientação da CGDF e evitou algum tipo de prejuízo aos recursos públicos. Esse é só um dos exemplos do que se chama de atendimento de recomendações.

Administrador regional da Fercal, Fernando Madeira | Fotos: Divulgação/CGDF

Entre os agraciados na categoria ouro, cinco administrações regionais: da Fercal, do Park Way, do Plano Piloto, do Riacho Fundo e do Sudoeste/Octogonal. De acordo com o administrador regional da Fercal, Fernando Madeira: “É muito satisfatório parabenizar toda a equipe da administração da Fercal que tem se empenhado nessa luta para trazer melhorias para a nossa cidade. Nós somos das administrações que recebemos muitos apontamentos devido as gestões anteriores. São 53, e dessas 53 apenas um apontamento da nossa gestão. Nós tivemos que fazer um trabalho intenso junto com a equipe para conseguir fazer apuração, sindicância, a tomada de conta especial para indicar. Mas, graças a Deus, nós conseguimos atingir esse nível satisfatório em relação a esse índice”.

Luana Ribeiro, representante do BRB e BRB Serviços

Também na categoria ouro, o Banco de Brasília (BRB), o BRB Serviços e a Companhia Energética de Brasília (CEB). “As instituições financeiras são bem reguladas, a gente tem uma legislação própria e elas são bem severas em relação a isso, mas não é fácil não. É um esforço sim da nossa parte atender todas as recomendações”, ressaltou Luana Ribeiro, representante do BRB e BRB Serviços.

“É uma satisfação muito grande, tendo em vista o reconhecimento do trabalho que a companhia vem desenvolvendo, principalmente com relação a boas práticas de gestão e governança da companhia. Isso serve também para mostrar que a gente está seguindo o caminho certo, atendendo ao regulamento, às regras do jogo, vamos dizer assim, à conformidade da companhia”, pontuou Brás Kleyber Boris Teodoro, representante da CEB.

Na categoria prata, três administrações regionais foram agraciadas, sendo elas São Sebastião, Vicente Pires e Cruzeiro. “Categoria prata, confesso que foi uma surpresa, mas nós fizemos jus a essa recompensa. Digamos assim, o fruto de um trabalho, de uma convergência dos servidores, da dedicação, do esmero em atender a comunidade”, disse  o chefe de Gabinete da Administração Regional de São Sebastião, João Batista Sobrinho.

O presidente da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), Izidio Santo Junior, falou sobre a relevância de receber o selo prata: “Para a gente é uma satisfação, é uma demonstração do esforço de todos. Quero parabenizar a CGDF pelo brilhante trabalho que ela faz e ela nos induz para que a gente tenha cada vez mais produtividade, mais transparência e que a gente consiga atender a todas as recomendações que vem dela, que muito nos orientam no caminho do que a gente tem que fazer”.

Administrador regional de Sobradinho II, Diego Rodrigues Rafael Matos (ao centro)

Uma das premiados no selo bronze foi a Administração Regional de Sobradinho II. “Ser reconhecido é muito bom, né? Mas isso aqui é fruto de um trabalho de uma equipe muito dedicada lá na administração. Então, isso aqui é mérito de toda uma equipe empenhada em atender as recomendações da Controladoria, entendendo a importância disso, levando isso muito a sério. Como foi falado ali, o trabalho facilita, apesar de que às vezes as recomendações não são tão fáceis mesmo, mas facilita o nosso trabalho com o intuito de atender a ponta, que é a comunidade, que espera da gente sempre um serviço transparente, um serviço de qualidade. E ser reconhecido é sinal de que nós estamos no caminho certo, [de que] precisamos continuar, melhorar, porque fomos terceiro lugar ainda, vamos continuar trabalhando para avançar ainda mais”, destacou o administrador regional de Sobradinho II, Diego Rodrigues Rafael Matos. As outras administrações bronze foram de Candangolândia, de Taguatinga, de Águas Claras e do Jardim Botânico.

O auditor de Controle Interno da Secretaria de Cultura, Décio Farage

“Dá uma satisfação junto com os colegas. Porque eu faço o trabalho exatamente de intermediação entre a Controladoria e o órgão da Secretaria de Cultura. Os colegas têm se dedicado bastante para atender as recomendações e fazer alterações nos procedimentos de trabalho, rotinas, tudo que for necessário para melhorar a gestão. A Secretaria de Cultura hoje movimenta muito o recurso público. Tem muitas parcerias sendo feitas, tem muitos eventos acontecendo e precisa de um acompanhamento do que está ocorrendo na gestão ao longo do ano”, relatou o auditor de Controle Interno da Secretaria de Cultura, Décio Farage, que recebeu o selo bronze.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) também foi uma das homenageadas com o selo bronze. “Para nós é uma honra receber esse prêmio. A Polícia Civil, desde 2018, quando implementou na sua estrutura a unidade de Controle Interno, a gente vem trabalhando para essa mudança de cultura, de atendimento, de recomendações, desse trabalho direto com os órgãos de controle externo. Então é uma fase ainda muito inicial da nossa instituição nessa área. Eu estou ali praticamente desde o início, desde 2019, e já estou há dois anos então como diretor. Então eu acompanhei todo esse processo. Então é de certa forma um reconhecimento para mim, para o meu setor, para os colegas que trabalham comigo, porque a gente tem se esforçado bastante, se capacitado bastante para chegar quem sabe aí no ano que vem no Prêmio Ouro”, comemora o diretor da Divisão de Controle Interno da PCDF, Luiz Fernando Alves Neto. Confira a lista de todos os órgãos e entidades agraciadas no Prêmio Alto Nível.

*Com informações da CGDF

Últimas Notícias