Fale com o Governo Ações em Destaques

7/12/23 às 19:20

Aprovada nova área comercial no Setor Meireles, em Santa Maria

Serão 13,6 hectares para atividades econômicas de grande e médio porte, além de uso institucional

Agência Brasília* | Edição: Carolina Lobo

O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan) aprovou de forma unânime, nesta quinta-feira (7), a criação de uma nova área comercial no Setor Meireles, em Santa Maria. O parcelamento possui 13,6 hectares, o equivalente a mais de 13 campos de futebol. O espaço terá 11 lotes e será voltado para atividades econômicas de grande e médio porte.

“O objetivo é reforçar a vocação da região para estimular o desenvolvimento econômico, com atividades de comércio de bens e serviços, institucionais, atividades logísticas e industriais, incentivando a geração de emprego e renda no local”, explicou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Vaz.

Relator da iniciativa no Conplan, o conselheiro representante do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), João Accioly, lembrou que o parcelamento atende ao previsto no Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot) de 2009 para a região, que se consolidou como uma Área de Desenvolvimento Econômico (ADE).

O espaço terá 11 lotes e será voltado para atividades econômicas de grande e médio porte | Arte: Seduh-DF

“O projeto está cumprindo exatamente o que foi proposto, lá atrás, com o planejamento do Pdot”, pontuou Accioly. “Essa ADE é uma espécie de complementação do Polo JK, de frente para as vias, o que facilita o acesso para as atividades logísticas”, ressaltou o conselheiro.

“O objetivo é reforçar a vocação da região para estimular o desenvolvimento econômico, com atividades de comércio de bens e serviços, institucionais, atividades logísticas e industriais, incentivando a geração de emprego e renda no local” Marcelo Vaz, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação

Apesar do parcelamento estar localizado na Área Econômica do Setor Meireles, também é previsto que 15% do terreno seja utilizado por equipamentos públicos, como Espaços Livres de Uso Público (Elups), equipamentos urbanos e comunitários, entre outros.

Após aprovado no Conplan, os empreendedores responsáveis deverão apresentar o projeto urbanístico executivo, que deverá ser analisado pela Seduh e aprovado por decreto.

Jardim Botânico e Sobradinho

Reunião do Conplan realizada nesta quinta-feira (7) | Foto: Divulgação/Seduh-DF

O colegiado também aprovou outros dois projetos. O primeiro referente a alteração de um parcelamento no Setor Habitacional Jardim Botânico – Etapa IV, no Jardim Botânico. A ideia é adequar o projeto registrado à realidade da ocupação consolidada.

O segundo foi o projeto para ampliar em mais 4.160,13 m² o lote da Escola Classe 12 no Setor Industrial de Sobradinho. A Secretaria de Educação (SEE-DF) solicitou o uso de áreas ociosas adjacentes ao imóvel para a ampliação da área ocupada pela instituição, pois a escola não possui quadra poliesportiva para os alunos, nem estacionamento interno para os funcionários. Além disso, foi pedida a abertura de uma via lateral à escola, área já utilizada para circulação de veículos, para facilitar os acessos ao equipamento público e aos demais lotes nas imediações.

*Com informações da Seduh-DF

Últimas Notícias