Fale com o Governo Ações em Destaques

7/12/23 às 13:40, Atualizado em 7/12/23 às 15:19

Comércios da Avenida Hélio Prates recebem novos estacionamentos

Obras na via que corta Ceilândia e Taguatinga contemplam nova pavimentação, calçadas acessíveis, amplo sistema de drenagem e ciclovia. Entregas ajudam a aquecer as vendas no fim do ano

Josiane Borges, da Agência Brasília | Edição: Igor Silveira

Para melhorar a rotina do comércio e da população na região de Taguatinga, o Governo do Distrito Federal (GDF) tem acelerado as obras na Avenida Hélio Prates, especialmente nas calçadas e estacionamentos. A expectativa é de que o comércio da capital movimente cerca de R$ 830 milhões neste fim de ano e as vendas devem crescer em média 23,9% em relação a 2022, segundo o Instituto Fecomércio do Distrito Federal.

O GDF está na segunda fase das obras, com um investimento de R$ 49,5 milhões | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

De acordo com a Secretaria de Obras do Distrito Federal (SODF), a determinação é priorizar o passeio e os estacionamentos em frente aos comércios devido ao período natalino. “Estamos trabalhando para não prejudicar o comércio. Até o fim do ano, acreditamos que já teremos construídos mais de 550 metros de calçadas, junto com 600 m² de estacionamento na parte norte da avenida (sentido Taguatinga/Ceilândia) e na parte sul (sentido Ceilândia/Taguatinga), e vamos fechar as galerias abertas de águas pluviais, facilitando o acesso da população às lojas”, relata o executor da obra pela SODF, Carlos Augusto Vieira.

A expectativa é de que o comércio da capital movimente cerca de R$ 830 milhões neste fim de ano e as vendas devem crescer em média 23,9% em relação a 2022, segundo o Instituto Fecomércio do Distrito Federal

O GDF está na segunda fase das obras, com um investimento de R$ 49,5 milhões para ampliação de calçadas, reordenamento de estacionamentos públicos, implantação de pavimentação rígida para o corredor exclusivo do BRT, asfalto novo, ciclovia e intervenções no interior do Parque Ecológico do Cortado para a construção das lagoas de detenção do novo sistema de drenagem.

Em toda a Avenida Hélio Prates, o projeto prevê a construção de 25,5 mil m² de calçadas acessíveis e 6,5 mil m² de estacionamento, além de 3,6 mil m² de ciclovias, dos quais cerca de 2 mil m² já foram implantados em toda a extensão da região.

Drenagem pluvial

A comerciante Bernadete Moreira, 47 anos, que possui um comércio próximo à QNG 39 há 26 anos, já sentiu os efeitos positivos da obra. Ela conta que antes da reforma, a água da chuva inundava o comércio, mas agora a realidade é outra. “Já está ficando muito bom. Na época de chuva, a água entrava até o joelho, alagava tudo, e agora isso melhorou com as novas bocas de lobo na frente. Os estacionamentos e as calçadas estão amplos; estamos vendo que as coisas estão melhorando muito”, relata.

De acordo com a Secretaria de Obras do Distrito Federal (SODF), a determinação é priorizar o passeio e os estacionamentos em frente aos comércios devido ao período natalino

Está em execução a construção de duas bacias de detenção responsáveis por receber a água captada pelas novas bocas de lobo instaladas ao longo da Hélio Prates. As lagoas são responsáveis por reduzir a velocidade da vazão das águas antes de devolvê-las ao Córrego Cortado, o que evita alagamentos na região.

“Na parte norte, as galerias de águas pluviais já estão prontas, com o sistema de bocas de lobo para a captação da água das chuvas, e agora estamos na pavimentação das calçadas, estacionamentos e meio-fio. No lado sul, estamos executando a parte de águas pluviais. Além disso, boa parte do pavimento rígido, que vai abrigar o BRT, dos dois lados da via, já foi feito”, detalha Vieira.

Corredor Eixo Oeste

Todas as etapas do projeto de renovação da Avenida Hélio Prates fazem parte da implantação do Corredor Eixo Oeste. Com 38,7 km de extensão, o corredor vai conectar o Sol Nascente/Pôr do Sol ao Plano Piloto, passando pelas avenidas Hélio Prates e Comercial Norte, centro de Taguatinga e Estrada Parque Taguatinga (EPTG).

O investimento do GDF no conjunto de obras do Corredor Eixo Oeste passa dos R$ 550 milhões, beneficiando 1,8 milhão de pessoas, sendo mais de 260 mil usuários do transporte público de 13 regiões administrativas.

07/12/2023 - Comércios da Avenida Hélio Prates recebem novos estacionamentos

Últimas Notícias