Notícias

28/3/12 18:11
28/3/12 3:00

GDF amplia operação Marco Zero

Com bons resultados na primeira etapa, deflagrada nos centros do Plano Piloto, Taguatinga e Ceilândia, ação de enfrentamento ao crack será levada a todas as regiões administrativas

Da Redação, com informações da Secretaria de Segurança Pública

O Governo do Distrito Federal vai levar a operação Marco Zero, de enfrentamento ao uso de crack e outras drogas, para as 31 regiões administrativas do DF. A ação começou em 2011 e alcançava as áreas centrais do Plano Piloto, de Taguatinga e de Ceilândia. Representantes de secretarias de Estado, órgãos e empresas do GDF assinaram nesta quarta-feira (28) o termo de compromisso que dá início a esta segunda etapa da operação.
 
Para o secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar, o tráfico de drogas está ligado diretamente à violência e o Poder Público deve combatê-lo com o uso de sistemas de inteligência. O objetivo é criar áreas integradas de segurança, para dar mais agilidade às ações policiais em cada localidade.
 
“Temos planos de usar a tecnologia para que todas as áreas de governo tenhaminformações on-line sobre o número de crimes que estão acontecendo, em quais locais e quais as especificidades dessas ocorrências”, explicou Avelar.
 
Outra meta da SSP é, em parceria com a Companhia Energética de Brasília (CEB), melhorar a iluminação em 250 áreas identificadas pelos órgãos de segurança. “Mapeamos todos os pontos que possuem relação entre o crime e a iluminação, dentro do programa Segurança com Energia”, afirmou o subsecretário de Integração e Operações da SSP, Josiel Freire.
 
Além dessas áreas, a Secretaria de Segurança localizou, no ano passado, 64 cenas de uso de drogas. Dessas, cinco já foram desativadas, revitalizadas e devolvidas à população. De acordo com Freire, ao contrário do que ocorre em outras cidades do país, os 59 pontos restantes no DF têm uma particularidade: “eles não constituem zonas de exclusão, que impeçam o trânsito da população”. Agora, essas áreas estão no centro das políticas distritais de enfrentamento ao crack e outras drogas.
 
Também participaram da repactuação da operação Marco Zero, administrações regionais, Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs) e representantes do sistema judicial.
 
Primeira etapa –Entre setembro e novembro de 2011, a operação Marco Zero integrou esforços de vários órgãos do GDF, sob a coordenação da SSP, para enfrentar o crack e outras drogas ilícitas. A atuação conjunta das polícias Civil e Militar do DF resultou na prisão de 130 pessoas, no registro de 109 ocorrências policiais, na apreensão de 13 armas e de várias porções de drogas (crack, cocaína, maconha e merla), e na abordagem a 2.832 pessoas e a 958 veículos.  
 
A operação Marco Zero será realizada em três fases. A primeira consiste na ação das forças policiais, que já realizaram levantamento dos principais pontos de uso e venda de drogas em todas as cidades do DF e agora intensificarão ações de repressão, investigação e prisão de traficantes nesses locais. A segunda fase promoverá uma abordagem integrada a usuários de drogas em situação de rua com a participação de diversos órgãos ligados às áreas sociais do GDF. Na terceira fase será feita a ocupação das cenas de uso, com ações sociais e policiais preventivas e com a revitalização dos espaços antes usados para consumo de entorpecentes, para serem aproveitados pela comunidade como ambientes de lazer e cultura.
 
Plano Distrital – O Plano Distrital de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas foi instituído pelo Decreto no 33.164, de 31/8/2011, e contempla ações de prevenção ao uso, o tratamento e a reinserção social de usuários, bem como o combate ao tráfico de crack e de outras drogas ilícitas. A Operação Marco Zero foi lançada em setembro de 2011 como parte desse plano.
 
Signatários do Termo de Compromisso
 
Secretaria de Estado de Segurança Pública
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda
Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania
Secretaria de Estado de Saúde
Secretaria de Estado de Educação
Secretaria de Estado de Cultura
Secretaria de Estado da Criança
Secretaria de Estado de Esporte
Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF)
Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF)
Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF)
Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF)
Companhia Energética de Brasília (CEB)
Serviço de Limpeza Urbana (SLU)
Companhia Urnanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap)
Agência de Fiscalização do DF (AGEFIS)
Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT)
Promotoria da Infância e Juventude do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT)
Coordenadoria das Cidades
Conselhos Tutelares
Administrações Regionais do DF
Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Consegs)

MarcoZero

28/3/12 3:00

ESCS abre seleção para servidores

Escola Superior de Ciências da Saúde vai selecionar 25 servidores ativos das carreiras de enfermeiro e assistente social para o cargo de preceptoria dos cursos de enfermagem

28/3/12 3:00

Entrevista: Ari de Almeida

Na série semanal de entrevistas da Agência Brasília com administradores regionais, Ari de Almeida comenta sobre os investimentos feitos para melhorar a vida da população de Ceilândia

28/3/12 3:00

Curso de capacitação antitabaco

Dirigida aos profissionais de Saúde, formação tem como objetivo revitalizar e implantar novos centros de referência para tratamento de fumantes na Rede Pública de Saúde do Distrito Federal

28/3/12 3:00

Formação de servidores do DF

Grupo de Trabalho da Escola de Governo do Distrito Federal vai debater a formação continuada de todos os servidores. O objetivo é promover um modelo de gestão pública democrática e participativa

28/3/12 3:00

Zoo tem novas regras de acesso

A partir desta quarta-feira (28), crianças de até cinco anos estão isentas da taxa de ingresso. Anteriormente, as que tinham até 10 anos entravam gratuitamente no Zoo